dependência

greve dos transportadores de combustíveis

até então ignorava a categoria (me admirei)

postos sem combustível

até então nem pensava em ficar sem (me admirei)

achei um posto ainda vivo (aliviei)

com fila de quase uma hora (admirei)

40 minutos de espera (resignei)

ao pagar, esqueci a carteira (espantei)

descubro que tinha um cheque (aliviei)

o posto não aceitava cheque (…)

o gerente aceitou o meu cheque (aliviei)

pude então buscar meu filho na escola

que é quase no meio do mato

onde eu não chegaria sem carro, sem gasolina ou cartão.

percebi a dependência (assustei)

mas lá, voando no mato,

vi uma borboleta azul.

movida a vento e farfalhar

sem tanque ou máquina de crédito

de verdade, então, respirei.

de carro, sem cartão, de tanque cheio, voltei.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: